sábado, 13 de agosto de 2011

A Importancia do Sol e da Lua no Mapa Astral



Howard Sasportas:
“Não tenho modo de enfatizar em demasia a importância do Sol. Em minha opinião, ele é o coração do mapa. Isso não deve surpreendê-lo se você se lembrar de que ele compreende 99,8% do Sistema Solar. É o Sol, que direta ou indiretamente, fornece toda a energia que sustenta nossa existência terrena (...) Tenho certeza de que, para nos sentirmos completos e realizados, precisamos expressar nosso signo solar; precisamos tentar nos desenvolver na esfera da vida associada com a casa em que o Sol está colocado em nosso mapa, deveríamos tentar encontrar maneiras construtivas de personificar , integrar e utilizar qualquer planeta que forme aspecto com nosso Sol (...) (...) Medite sobre o glifo do Sol. É um círculo que representa o infinito e a ausência de limites, mas que contém um ponto no meio. O glifo mostra o círculo da totalidade envolvendo o ponto da individualidade, descrevendo, portanto, aquilo que os junguianos se referem como o “eixo-ego-self”.

O ponto simboliza sua individualidade, seu self individual e único, o veículo pelo qual “seu espírito” ou seu Eu Transpessoal ( às vezes chamado de eu superior ) pode se expressar. O princípio do Sol define o processo pelo qual podemos diferenciar e desenvolver um “Eu” ou ego pessoal, contudo, em termos do maior crescimento e evolução, chega uma hora em que o ego pessoal precisa reconhecer e respeitar algo maior do que ele, perceber seu papel como canal pelo qual o self transpessoal ou universal pode se expressar. (....)
Em Myth and Today’s Conciousness, o analista junguiano Ean Begg explica como o arquétipo representado pelo Sol pode estar associado ao eixo ego-self: - Eu vou resumir o modo como entendo, em termos psicológicos, o arquétipo do Sol. Esses termos são o eixo ego-self e as transformações no relacionamento entre o self e o ego no decorrer do processo de individuação. O self é a totalidade psíquica, a potência original, inconsciente, omni abrangente e genética da qual, de início em espasmos isolados no começo da infância, o ego, sujeito da consciência, emerge. Em seu caminho heróico de realizações o ego mata o dragão da dependência da mãe e da família, assume a responsabilidade por ser um indivíduo em um mundo de indivíduos, joga unilateralmente suas cartas mais fortes e viaja por lugares cada vez mais distantes de seu primeiro lar, atribuindo tudo à sua própria força e sagacidade. Em algum instante, porém, a fascinante atração da totalidade primitiva se impõe novamente e da agonia subsequente despertar, morte e renascimento – surge um novo alinhamento. O ego relativizado reconhece a existência de outros conteúdos psíquicos e se torna consciente de sua responsabilidade como expoente do self, sua fonte e sua meta, bem como do cominho entre eles e do impulso de trilhá-lo.” “Não há dor mais letal do que o asseio de sermos nós mesmos” Lua “Luna, como já foi cabalmente mencionada, é o oposto do Sol, por isto é úmida, de luz fraca até a escuridão, feminina, corpórea, passiva..... De acordo com isso, seu papel mais importante, é ser parceira do Sol na conjunção. Como uma divindade feminina de brilho suave, ela é a amante. Já Plínius a chama de “femininum ac molle sidus (astro feminino e suave). É soror et sponsa (irmã e noiva), mater et uxor Solis ( mãe e mulher do Sol): (...) Em Atenas, o dia da lua nova era considerado a data mais favorável para um casamento, também é tradição árabe, casar-se na lua nova; o Sol e a Lua são cônjuges que se abraçam no 28° dia.

De acordo com essa concepção antiga, a Lua é um vaso do Sol: Luna é um receptaculum universali omnium, principalmente do Sol, e é chamado também de “infundibulum terrae” (funil da terra) por receber “as forças do céu e as deramar” (recipit et infundit); ou também se diz que a umidade lunar (lunaris humor) recebe a luz solar, ou que a Lua se aproxima do Sol para “como que haurir de uma fonte a forma universal e a vida natural”, ou que ela proporciona a concepção do “sêmem universal do sol” em sua quintaessência, o “ventre uterus naturae” (ventre e útero da natureza)” C.G.jung, Mysterium Coniunctionis.

Para o primitivo, só a Lua tinha a capacidade de gerar, e entendiam esses povos, que a mulher é da mesma natureza que a Lua, pelo seu ciclo menstrual, que tem a mesma duração do ciclo lunar. A Lua, era então a responsável pela vida, por gerar homens, animais e plantas. A personalidade consciente do homem, sendo masculina, está sob a regência do logos, o Sol. No inconsciente, entretanto, ele é transferido para “o outro lado”. Lá, rege sua alma, que a humanidade tem considerado como sendo feminina, é o reino de sua anima, onde ela é senhora e todo poderosa. Como pode ser facilmente observado, a Lua em nosso mapa natal, simboliza a mãe física, biológica, que nos gerou. E representa mais, como simbólica, representa todo o relacionado com a maternidade, e mesmo a imagem interior que fazemos da mãe e da maternidade, contaminada pelas expectativas da totalidade do arquétipo no inconsciente coletivo. Ela é o princípio de eros, o princípio feminino, que funciona tanto no homem como na mulher, mas enquanto na mulher, a sua personalidade consciente é que está sob a regência desse princípio, no homem, não é seu consciente que está subordinado a ele, mas seu inconsciente, esse sim, é regido por Eros. O eros é um princípio espiritual ou psicológico, ou em termos antigos, uma divindade.

Na natureza, esse princípio aparece como uma força cega, fecunda e cruel, criativa, acariciadora e destrutiva. É o poder sombrio do feminino, onde está contido o ódio e o amor. Esse princípio é simbolizado pela Lua, em contraposição ao princípio masculino, cujo símbolo é o Sol. O mito da criação no Gênesis, afirma: “Deus criou duas luzes, a luz maior para reger o dia, e a luz menor para reger a noite”. Para esses antigos povos, a fase crescente da Lua representava o aspecto produtivo do poder celestial, e a fase minguante, por outro lado, os poderes da destruição e da morte. Era a época em que as energias invocadas, eram as da destruição, as forças do submundo. Ela está relacionada, ao contrário da sua fase crescente, ao reino da morte. Era assim que esses homens que nos antecederam, sentiram-se, e hoje, inconscientemente, anda sentimos e agimos como o homem primitivo. Estamos conectados inexoravelmente à ela, através do inconsciente.

A Lua é então, como já vimos, uma representação da Mãe, com todas as suas implicações, de doadora da vida, e de acolhedora da morte. Na Astrologia, podemos nos valer dessa analogia para evocarmos Câncer, o signo regido pela Lua, em relação à Capricórnio, regido por Saturno, representando aí, a restrição, a interdição. Casa 4 e casa 10, eixo parental, que na sua base inferior, relaciona-se à regressão, ao mundo lunar pessoal e regressivo, incestuoso, que aprisiona e obsta o crescimento. Em seu ápice, a casa 10, uma liberação das amarras lunares, a mãe passa a ser a cidade, como uma instância da pátria e do mundo, permitindo um acolher restritivo, com limites que são impostos, com normas e regras específicas, que nos aproximam cada vez mais do mundo do pai. Assim, podemos observar, com base no que foi exposto, que o mesmo símbolo que doa a vida, pode representar a regressão, a paralisação e a morte.

A Lua quando não se faz acompanhar do Sol, é apenas a ilusão da vida, um pálido reflexo do que se poderia ser. Devemos estar cientes de que um símbolo não é somente um indício ou um emblema, uma imagem escolhida, mas algo muito mais significativo. Assim, a nossa história, a história dos nossos ancestrais, está ligada à Lua, enquanto que o cenário político atual, as reformas sociais, e todo o futuro, está relacionado ao Sol.

A Lua, está associada ao devaneio, enquanto que o Sol, com a capacidade de sonhar. A Lua é interior e descendente: as cavernas, as profundezas, as tumbas, o submundo, o mar, a alma. O Sol é o movimento ascendente, a subida vertical, a escada, o falo, o espírito. Os valores individuais, são prerrogativas solares, fazem parte da conquista do herói solar, e não do reino obscuro do feminino. Na consciência matriarcal, não existe o valor da realização pessoal, não chegamos à casa 10 ou Meio do Céu, pois ficamos simplesmente, a mercê da casa 4 ou Fundo do Céu. Presos às prerrogativas lunares, seremos as eternas crianças, vivenciando a morte do indivíduo que deveríamos ser. Elas dizem respeito ao aprisionamento da família, da infância, da segurança uterina. Já Cristo disse: “ aquele que não abandonar mãe e pai, não entrará no Reino dos Céus “, onde poderemos ler: “aquele que não for capaz de abandonar o Paraíso da Infância, não se tornará Homem.”

Ao ficarmos retidos no Paraíso lunar, cresceremos num estado de inflação característico da fase em que nascemos. Essa é uma prerrogativa de uma época em que não existe ego ou consciência. Tudo ainda se encontra contido no inconsciente. Esse é um estado de harmonia, perfeição e unidade ilusórias. O mal relacionamento entre Sol e Lua no mapa natal, e fundamentalmente uma predisposição da Lua por posicionamento natal a eclipsar a luz do Sol, são os maiores fatores responsáveis pela regressão. O indivíduo se mantém preso à matrix, à mãe e retido por sua Lua, é jogado outra vez ao passado, através de sentimentos e lembranças de um estado de ser paradisíaco onde não era necessário desembainhar a espada e partir em busca do futuro. Essa característica lunar é como os tentáculos de um polvo que aprisionam o ego emergente, para o afogar uma vez mais no oceano. É a luta do herói que tem que matar o monstro, a necessidade de reforço das características solares no mapa natal.

O Deus patriarcal, o pai, o fogo, o Sol, são sinônimos mitológicos e símbolos da criação e do criador. O Sol é o pai visível do mundo, aquele que o fecundou e criou. É o próprio Sêmen do progenitor. Seu princípio é o da paternidade, correspondente à própria força vital fecundadora capaz de gerar o homem e o mundo. Ele representa ainda a força psíquica que denominamos libido, que se encontra disponível para ser usado pela consciência, dando movimento, propiciando e gerando vida. A imagem do falo é uma simbólica análoga à do Sol, enquanto penetração, ação e fecundação. Seu princípio é dinâmico, viril, motor.

Quando dizemos que essa é uma luta masculina, que o Sol é sempre masculino, não estamos nessa leitura fazendo uma associação com o homem enquanto ser sexuado, pois esta é tão somente, uma representação do fator masculino da psique: o ego do homem e o animus da mulher.

Por essa associação, mais uma vez, analogicamente, o Sol se encontra associado ao Pai, ao Criador, ao Logos, à Consciência. Um dos símbolos a ele também associados é a espada, representando o que tudo corta, disseca, discrimina, raciona, elimina, secciona, parte, rotula, reparte e separa. É a consciência em ação, se utilizando de seu poder reparador e iluminador, impulsionando para o futuro, para o que está por vir, a superação dos obstáculos, a conquista e a capacidade de crescer para que mais tarde então, seja capaz de reunificar.

Esse luminar, é o ponto que mais indícios nos traz sobre nosso pai pessoal, e sobre a qualidade de nosso relacionamento com ele. Ele se reporta ainda aquilo que herdamos dele, e aquilo que temos que organizar, estruturar, fazer viver, pois não foi cumprido por ele em sua totalidade.

O Sol nos reporta a um repasse de responsabilidades adquiridas por sermos filhos daquele pai específico. Através do nosso Sol, nosso pai será redimido, revitalizado e fortalecido. Só que o pai não se opõe necessariamente ao matriarcado e ao feminino, como se supõe, pois eles constituem fases evolutivas simbólicas, só que ele representa o desenvolvimento da consciência solar, a libertação e a independência dos instintos, do inconsciente, da mãe, para que seja possível o desenvolvimento da autonomia do ego, que vai se colocar no comando e na direção da consciência.

Nenhum comentário:

Você vai gostar de ler

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores

Livro de Umbanda Astrológica

Livro de Umbanda Astrológica
Compre seu livro

Marcadores

comportamento (118) sexo (110) magia (100) conceito (92) astrologia (91) mulher (79) espiritualidade (71) amor (60) pesquisas umbanda astrologica (59) carlinhos pesquisas (58) conceitos (56) (45) religião (43) carlinhos pesquisas do taro (40) orixás (39) umbanda-astrologica (39) Agressividade e Sexo (38) novos conceitos astrologicos (36) de olho no movimento dos astros (35) tarô (35) A astrologia (34) astrologia sexual e relacionamentos (34) umbanda (33) esoterismo (32) pesquisas (30) sexualidade (29) astros e a politica (24) pesquisa (24) prazer (24) estudos (23) a umbanda-astrologica (22) arcanos (22) orgasmo (22) climazzen (21) magia sexual (21) anjos (20) signos (20) A Sexualidade Feminina e Masculina influenciadas (19) carma (17) mulheres (17) Ranascimento (16) estudo (16) bem estar (15) espaço (15) gostosa (15) saúde (15) rituais (14) umbanda astrológica (14) astrologia e cabala (13) Orixá (12) astrofisica (12) astronomia (12) biblia (12) poder (12) Conceitos astrologicos (11) Sexualidade Feminina (11) astral (11) espiritualidade fé (11) mediunidade (11) desejo (10) lua (10) marte (10) previsões (10) Deus (9) Influencias (9) atriz (9) baralho (9) cabala (9) ciência (9) exu (9) umbanda astrologica (9) virgindade (9) AMOR. comportamento (8) CONQUISTA (8) arcanjos (8) candomblé (8) deusa (8) magos (8) misterios (8) nua (8) o que fala sobre espiritismo e astrologia. (8) sexualidade Masculina (8) signo (8) A origem da Astrologia (7) Pombagira (7) anjo (7) homens (7) livro (7) simbolismo (7) Agressividade (6) VIDA (6) arcano (6) astrologia sexual (6) captar energias (6) conhecimentos (6) destino (6) estrela (6) magia negra (6) oxum (6) pombagiras (6) reencarnação (6) riqueza (6) sensualidade (6) sol (6) tantrismo (6) Harry Potter (5) ancestrais (5) astrofísica (5) carma sexual (5) cartas (5) cosmos (5) desejos (5) elementos (5) hierarquia (5) homem (5) mago (5) moda (5) nasa (5) obsessão (5) orixas (5) parteas do horoscopo (5) pelada (5) planeta (5) poder dos astros (5) proteção (5) psicologia (5) relações (5) segredos (5) sensual (5) tarologia (5) Jovem (4) Topless (4) Vesta (4) artista (4) baralho cigano (4) busca (4) casamento (4) castidade (4) descoberta (4) espiritismo (4) exus (4) fim do mundo (4) fotos (4) galáxia (4) gozo (4) leitura (4) magia sagrada (4) mapa astral (4) mito (4) paixão (4) pecado (4) pedras (4) planetas (4) protetor (4) protetores (4) sentimento (4) sorte (4) taro (4) traição (4) vibrações (4) vênus (4) 2010 (3) 2012 (3) ESCOLHAS (3) Feminina (3) Horóscopo (3) Loira (3) MORTE (3) Masculina (3) adultério (3) alfabeto (3) alfabeto magico (3) antigos mestres (3) arte (3) astrologia signos (3) bruxaria (3) buda (3) budismo (3) ciúme (3) conheça (3) dieta (3) drogas (3) ensaio (3) feitiço (3) filme (3) guia (3) guias (3) harmonia (3) horoscopo (3) influenciadas (3) kama sutra (3) lilith (3) lingerie (3) maior (3) maçonaria (3) metodos (3) misticismo (3) mistérios (3) mostra (3) natureza (3) oração (3) oráculos (3) peitinhos (3) poder do amor (3) quimbanda (3) religiões (3) sagrado (3) seios (3) sexo tântrico (3) sexy (3) simbolos (3) sinais (3) solsticios (3) ultima ceia (3) universo (3) 12 casas (2) Arca da Aliança (2) As caracteristicas de seu signo (2) Busca de Harmonia (2) Búzios (2) ESPIRITUAL (2) Fenômenos (2) Jesus (2) PROFECIA (2) Saúde Sexual (2) Touro (2) Transitos. (2) Vanessa Hudgens (2) alegria (2) alfabeto sagrado (2) alimentos (2) alma (2) alma gemea (2) ancestral (2) anjo da guarda (2) anuncie (2) anuncio (2) arcano 6 (2) arqueômetro (2) ascendente (2) astrologia e riqueza (2) atração (2) bahia (2) beleza (2) biquíni (2) bumbum (2) buscadores (2) calendário maia (2) carnaval (2) casais (2) casas de umbanda (2) ciganos (2) ciume (2) combinando (2) conhecimento (2) corpo (2) criança (2) cristal (2) códigos sagrados (2) demônio (2) deuses (2) doença (2) dom (2) dons (2) dor (2) duvidas (2) e-mails (2) egito (2) enamorados (2) ensinamentos (2) era de aquário (2) erotismo (2) escorpião (2) especialistas (2) estrelas (2) faz (2) feminino (2) fim dos tempos (2) futuro (2) golias (2) iemanjá (2) incensos (2) libra (2) lojas esotericas (2) manter (2) mantras (2) marketin (2) mecanismos (2) medo (2) mensageiros (2) mitologia (2) municipio (2) nodulos lunares (2) nova era (2) numerologia (2) o jogo de búzios (2) o sol astrologico (2) ogum (2) olho (2) origem do taro (2) origem do universo (2) oráculo (2) oxalá (2) panicat (2) pedofilia (2) pequisas (2) perfumes (2) perguntas (2) pesuisas (2) planetas retrogrados (2) pode (2) poder feminino (2) preconceito (2) previsão (2) produtos esotericos (2) publicidade (2) quiromancia (2) raiz (2) regente do ano (2) religiao (2) ritos (2) salmo (2) santa sara (2) segredo (2) ser (2) sinastria (2) sofrimento (2) tatuagem (2) valor (2) virgem (2) vodu (2) wica (2) : Metal lendário (1) Alimentação (1) Análises (1) Astrologia Cármica (1) CARNAVAL DE VIRGENS (1) Ego (1) Islã (1) Joana Machado (1) Magnetismo Pessoal (1) Malibu (1) PARA AFASTAR (1) Problemas na cama (1) Rio de Janeiro (1) Tamires Pereira Santiago (1) Victorias Secret (1) agradece (1) alinhamento (1) ciência sagrada (1) céu vermelho (1) código da vinci (1) dons naturais (1) efeito (1) fe´ (1) grande tremor (1) jessica gomes (1) juno (1) linhas ciganas (1) linhas de ciganos (1) liquidificador (1) lista (1) macumba (1) mae de santo (1) magia divina (1) mais (1) mandala astrológica (1) matéria (1) meditação (1) medium (1) pilares (1) pintor (1) poder dos alimentos (1) prevenir (1) previu (1) pupila (1) registra (1) rei davi (1) rei do pano branco (1) reich (1) relação (1) relgião (1) segredos femininos (1) sentimentos (1) tatuagens (1)